Tráfego pago: vantagens e desvantagens

Para muitos sites e donos de negócios, conseguir bastante tráfego ao seu site pode ser bastante desafiador. Talvez você tenha tentado SEO e marketing de conteúdo no passado com um blog ou post patrocinado, mas não está conseguindo o tráfego que deseja.

Em tempos como esse, muitos negócios e donos de sites acabam buscando métodos alternativos de atrair tráfego.

Uma das formas mais populares de conseguir visitantes para um site é o tráfego pago. Esse tipo de tráfego, como você deve imaginar, envolve pagar alguém para direcionar visitas. Seja pagando por um banner ou criando uma campanha Pay per Click, todos esses tipos de tráfego caem sob a mesma categoria.

Nesse post, falaremos sobre os motivos pelos quais você deve investir em tráfego pago para turbinar as suas visitas.

Com tanta gente comprando tráfego e mais gente ainda com intenção de fazê-lo, você não acha que há uma oportunidade aí? Vamos descobrir.

Se você ainda tem dúvidas sobre o que é o tráfego pago, não se preocupe, essa é a primeira coisa que iremos falar nesse artigo.

O que é o tráfego pago?

O termo tráfego pago pode ser uma frase confusa e muitas vezes significar coisas diferentes para pessoas diferentes. Para alguns, tráfego pago é apenas provenientes de campanhas Pay per Click (PPC), enquanto que para outros, ela inclui anúncios em banners e outros tipos de publicidade paga.

Nesse artigo vamos tratar o tráfego pago como qualquer tráfego que, para sua obtenção, foi necessário algum tipo de pagamento. Seja um banner em um site, um anúncio Pay per Click ou anúncio no Youtube.

Tudo em que dinheiro é trocado por tráfego, vamos considerar como tráfego pago. Ao considerar dessa forma, temos um número muito maior de possibilidade diferentes de tráfego.

Obviamente, não podemos categorizar todas as fontes de tráfego como iguais. Alguns tipos de tráfego pago tem um desempenho melhor do que outros. Para investigar mais a fundo, vamos examinar as duas formas mais comuns de tráfego pago: anúncios pagos e tráfego Pay per Click.

E-Book Grátis

 

Tráfego pago de anúncios

O tipo mais popular de tráfego pago são os anúncios pagos. Isso significa que esse tráfego é gerado a partir de cliques em banners, anúncios, pop-ups e vídeos. Diferentemente de outras formas de tráfego pago, como o Pay per Click, anunciantes que usam esse tipo de tráfego são cobrados por milhares de impressões.

Também conhecidas por CPM ou Custo por Mil, esse tipo de anúncio não garante qualquer clique ou tráfego ao seu site, mas oferece um preço muito mais baixo.

Infelizmente isso se deve ao fato desse tráfego ter uma qualidade inferior, o que permite uma oferta de preços tão baixa. Porém, tenha em mente que, dentro dessas mil impressões você pode conheguir 1000 cliques (bastante improvável) ou nenhum, assim como qualquer número entre eles. Isso também depende da atratividade do seu anúncio em relação a esse tráfego.

Para alguns negócios, tráfego pago por anúncios pode ser muito mais lucrativo do que outros tipos de tráfego pago, especialmente se eles possuem algum tipo de anúncio de alta conversão. Por outro lado, alguns negócios acabam gastando milhares de reais nesses anúncios e não geram nenhum resultado. Sem a garantia de visitantes para o seu orçamento, muitos negócios preferem o tráfego Pay per Click.

Tráfego Pay per Click

Um outro tipo muito popular de tráfego pago certamente é o tráfego Pay per Click. Diferente do tráfego de banner e anúncios normais que funcionam a partir do CPM, tráfego Pay per Click cobra os anunciantes por clique (daí o nome).

Esse tipo de anúncio permite aos anunciantes terem um melhor ROI (Return On Investment – Retorno Sobre o Investimento), assumindo que o preço por clique não tenha muita competição.

Ao invés de pagar um valor e esperar um clique, como acontece com o CPM, aqueles que usam o tráfego PPC apenas são cobradas quando alguém clica em seu anúncio. Isso permite um gerenciamento de orçamento mais eficiente e também torna mais fácil saber se a campanha é lucrativa ou não.

Porém, apenasr de ser muit bom, o tráfego Pay per Click tem algumas desvatagens das quais falaremos depois. Mas, antes de falarmos das desvantagens, vamos às vantagens do tráfego pago em geral.

Vantagens das fontes de tráfego pago

Quando falamos de publicidade, o tráfego pago tem muitos benefícios e pode ajudar quase qualquer negócio a aumentar sua audiência e conversões. Um dos muito benefícios do tráfego pago é o fato de ser praticamente instantâneo.

Você pode iniciar uma campanha PPC ou com anúncios pagos e, em questão de minutos ela já pode trazer resultados. Isso significa que você pode começar a receber tráfego para o seu site no mesmo dia. Diferente de outras formas de publicidade por aí, o tráfego pago oferece retornos mais rápidos e resultados melhores.

Outro benefício do tráfego pago é que ele permite que você atinja pessoas que de outra forma nunca conheceriam você. Algumas redes de PPC oferecem um grande número de redes de display de parceiros e isso permite que seu anúncio seja veiculado para milhões de pessoas em outros sites.

Isso não só aumenta e muito a sua exposição, mas também atrai usuários que outros métodos de publicidade teriam mais dificuldade de alcançar.

Desvantagens das fontes de tráfego pago

Como você provavelmente já deve ter percebido, tráfego pago pode ser uma ferramenta poderosa para muitos negócios e ajudá-lo a conduzir tráfego para os seus sites. No entante, antes que você compre todoo tráfego possível, é importante conhecer as desvatagens desse método também.

A primeira e mais óbvia desvantagem do tráfego pago é que ele custa dinheiro. Isso significa que é totalmente possível você perder centenas ou até milhares de reais se você não sabe o que está fazendo.

Mas tem um outro problema, você ainda pode perder centenas ou até milhares de reais mesmo que saiba o que está fazendo.

Nos últimos anos tem havido um aumento enorme em fraudes de anúnciosque custam aos anunciantes bilhões por ano. Não importa se você usa anúncios pagos ou campanhas de PPC, quase todo mundo é afetado.

Lembra quando dissemos anteriormente que o tráfego pago por anúncio é cobrado em uma taxa por milhares de impressões? Bem, imagine que você tenha 10 mil visualizações do seu anúncios sem nenhum clique. Você deve pensar que talvez o seu anúncio tenha algum problema ou estas pessoas simplesmente não estavam interessadas.

Porém, na realidade, a verdade é que 90% dessas 10 mil visualizações são provavelmente robôs. Isso não só aumenta enormemente o custo para anunciantes, mas também os faz gastar muito mais dinheiro do que deviam.

Contudo, os anunciantes estão começando a contra-atacar. Raças ao “machine learning”, inteligência artificial e segurança aumentada, muitos anunciantes agora usam ferramentas de detecção de fraude junto de suas campanhas para reduzir o dinheiro perdido com essas fraudes. Infelizmente, esse tipo de proteção só funciona com tráfego PPC.

Impedir os robôs de visualizarem banners e anúncios é muito mais difícil quando a empresa provedora do serviço de anúncios tem a palavra final.

A maioria não deseja acabar com essas visualizações fraudulentas pois isso significaria menos dinheiro para elas também, algumas não saberiam nem por onde começar.

Com tantos e tão grandes problemas, porque você deveria comprar tráfego quando você pode investir seu dinheiro em SEO?

Tráfego orgânico vs. Tráfego pago

Agora que já falamos sobre as principais vantagens e desvantagens do tráfego pago, como ele se compara a outros tipos de tráfego?

Se você é novo no mercado de marketing digital, é importante que você compreenda que existem várias maneiras de atrair tráfego ao seu site.

Uma das formas mais conhecidas para atrair visitantes para um site que não seja através de publicidade paga é, certamente, através da otimização para mecanismos de busca, o famoso SEO.

Apesar de não haver custos monetários associados a isso, empresas costumam investir milhares de reais para melhorarem o desempenho de seus sites e melhorar seu posicionamento em mecanismos de busca.

Isso é feito principalmente ao escrever conteúdo, posts patrocinados, criação de backlinks, SEO on-page e muitas outras formas.

É claro que, para fazer isso, muitas empresas pagam companhias de marketing digital para fazerem o serviço, embora, o retorno em tráfego costume ser substancial.

Comparado ao tráfego pago, os resultados de SEO não são instantâneos e podem levar alguns meses para começar a dar frutos.

Mas, assim que o tráfego começar a entrar, ele permanecerá constante a maior parte do tempo e crescerá substancialmente com o tempo.

Isso significa que, no longo prazo, tráfego orgânico proveniente desse tipo de otimização pode acabar sendo financeiramente mais compensador, já que você paga pelo SEO um vez e colhe os frutos por um longo período.

No entanto, criar e implementar uma estratégia de SEO não é uma tarefa simples. Aqui na Gauss Marketing Digital nós podemos ajudar a sua empresa a criar uma estratégia de SEO para o seu mercado.

Comparado a, por exemplo, campanhas Pay per Click, quase qualquer pessoa pode crir uma campanha como essa em questão de algumas horas. Com tantos tutoriais e recursos disponíveis, criar seu primeiro anúncio é muito fácil.

Por outro lado, SEO demanda muita habilidade, paciência e persistência. Deixe um desses requisitos para trás e sua campanha está destinada a falhar.

Você deve usar tráfego pago?

Agora que falamos sobre tudo o que é neessário saber sobre tráfego pago, nós podemos finalmente responder a uma pergunta muito importante: Vale a pena?

De forma bastante simples, sim, vale a pena, mas há algumas exceções que devemos discutir.

Como falamos anteriormente, há vários tipos de tráfego pago disponíveis, sendo os principais o tráfego por anúncios e o marketing Pay per Click.

Apesar de ambos fornecerem excelentes resultados para negócios e gerar bastante tráfego, eles também estão sujeitos a um grande nível de fraude.

Se você comprar um anúncio pago por CPM na esperança de atrair visitantes, então, chances há de que você fique desapontado.

Com tantos robôs configurados para ver anúncios e desperdiçar o seu dinheiro você terá sorte de conseguir algum clique.

A única forma de interromper esse tipo de fraude é se a rede de anúncios (provedora do serviço) melhorar a sua detecção de fraudes, o que é bem difícil de acontecer.

Isso te deixa com duas opções: continuar a comprar impressões na esperança de conseguir um clique ou investir em algum tipo diferente de tráfego pago.

Similares ao tráfego pago por anúncio, o tráfego Pay per Click também está sujeito ao mesmo tipo de fraude.

Conhecidos como cliques fraudulentos, esse tipo de fraude ocorre quando um competidor ou usuário repetidamente clica em seus anúncios. Como você é cobrado por cliques, você perde dinheiro.

Porem, diferente do tráfego pago por anúncios, existem medidas que você pode tomar para coibir isso. Como plataformas como o Google Ads permitem que você adicione exclusões de IP às suas campanhas, é possível bloquear usuários de verem os seus anúncios.

Desse modo, podemos concluir que, entre as alternativas de tráfego pago, a PPC é mais segura do que a CPM, com uma taxa de retorno mais atrativa.

Não podemos, no entanto, condenar nenhuma estratégia de publicidade, sendo que, a depender de como é configurada e direcionada, uma campanha de tráfego por impressões (CPM) pode ser muito mais rentável do que uma campanha PPC.

Por isso, empresas como a Gauss Marketing Digital estão aqui, para ajudar você a conseguir escolher o melhor caminho para o crescimento do seu site e, consequentemente, do seu negócio.

Não só direcionamos você no melhor caminho, como te ajudamos a poupar dinheiro, oferecemos serviços de SEO ou criamos campanhas de marketing de alto rendimento para aumentar o tráfego nas suas páginas. Se você se interessou, clique no botão abaixo e entre em contato com nossos consultores.

Deixe um comentário