Dropshipping: A verdade que você precisa saber

Dropshipping é uma técnica de vendas online que não requer que uma empresa mantenha produtos em estoque.

Ao invés disso, a loja vende o produto, e repassa o pedido para um fornecedor terceiro que envia o produto ao consumidor.

Porém, ao contário da crença popular, dropshipping não é um esquema para ficar rico rápido. Pelo contrário, demanda muito trabalho e é o que veremos nesse post.

A verdade é que tudo parece muito fácil e simples de fazer, o que reforça a crença de que se trata de dinheiro fácil – você vende o produto de outra empresa e ganha dinheiro – na prática, existem muitas dificuldades no caminho.

Muitos obstáculos tendem a aparecer nesse modelo de vendas, como o gerencimaneto diário, o capital de giro e até a questão da demora na entrega.

No entanto, se você faz tudo corretamente e usa as estratégias usadas abaixo, o dropshipping pode te ajudar a construir um negócio bem sucedido, só não é tão rápido.

Falando francamente, se você só faz dropshipping, será difícil de alavancar seu negócio, mas, se você possui uma loja bem estabelecida, o dropshipping é uma excelente maneira de complementar os seus serviços existentes e melhorar seu negócio.

Nesse guia, vamos falar dos problemas com dropshipping que não são tão falados quanto suas vantagens.

Porém, apesar de seus defeitos, o dropshipping pode ser uma ferramenta poderosa para marcas de e-commerce, se for usada de maneira correta.

5 verdades sobre dropshipping que ninguém fala

Antes de colocar todas as suas economias em um negócio de dropshipping, não faça isso! Saiba que é muito difícil sustentar um negócio apenas a base de dropshipping, imagina começar um negócio do zero?

Entenda os motivos:

1. Baixa margem de lucro

É verdade que, já que você não precisa manter estoques, o seu custo será menor, porém, os retornos também.

Você põe menos dinheiro, logo, ganha menos dinheiro também. Isso significa que você tem que fazer várias vendas para se manter em pé, ainda mais se quiser lucrar.

Pense dessa forma: cada venda que você faz, a maior parte do dinheiro vai para o fornecedor. O que você ganha é basicamente uma comissão.

Isso será menos do que o suficiente para cobrir as suas despesas de marketing/publicidade, manter o seu site, gerenciar os pedidos e cobrir todos os seus custos administrativos.

Ainda mais, você deverá notar que o seu lucro será determinado pelo seu tráfego, logo se você está construindo um negócio do zero, você vai ter muitas dificuldades enquanto constrói a sua base de clientes.

De acordo com especialistas da área, dropshipping demanda uma carga grande de trabalho seja qual forma você usar.

E, apesar de parecer que você não precisa fazer mais nada além de vender, é sua responsabilidade lidar com fornecedores, processamento de pedidos, retornos e atendimento ao cliente, pré e pós venda.

É bem mais fácil fazer dropshipping quando você já tem uma fonte regular de tráfego.

E-Book Grátis

 

2. Alta competição

Sempre haverão empreendedores super otimistas que focam apenas na parte mais fácil, ignorando todos os conselhos que apontam para as dificuldades.

Já que pouco capital é necessário para começar um negócio de dropshipping, há pouca barreira de entrada, o que significa maior competição, com os mercados mais populares sofrendo mais do que os outros.

Basicamente, quanto maior for a companhia, mais ela pode reduzir seus custos ou comprar em volume a partir de negociações com os fornecedores e assim oferecer os preços mais baixos.

Reforçando: os negócios menores precisam cortar a sua própria margem de lucro para se manter competitivos com seus precos e, até certo ponto, isso se torna insustentável.

Para tornar tudo mais difícil, dificilmente você terá exclusividade de negócio com seus fornecedores.

Isso significa que qualquer concorrente pode estar vendendo o mesmo produto que você. E, se você está começando, seus rivais com anos de experiência tem a capacidade de diminuir os preços abaixo dos seus.

Dessa forma, os clientes poderão comprar a mesma coisa que comprariam com você na mão de outra pessoa e ainda mais barato, logo qual o motivo para eles comprarem de você?

3. Você não tem controle sobre a cadeia de suprimentos

No comércio tradicional, se os consumidores reclamam sobre a qualidade do produto, velocidade da entrega ou devolução, você pode cuidar dos problemas sozinho.

No dropshipping, você está a mercê do seu fornecedor – mas é você quem deve tratar diretamente com o cliente.

Quem faz dropshipping muitas vezes acaba se sentindo preso, já que ele pode apenas torcer para que o fornecedor resolva o problema enquanto simultaneamente ele conversa com o cliente sobre algo que está fora do seu próprio controle.

Acima disso tudo há também a demora na comunicação, já que o dropshipper conversa com os dois lados e, se alguém demora a responder, paralisa toda a comunicação e os problemas demoram mais a se resolver.

No e-commerce o serviço prestado ao cliente é o principal. Mesmo o menor problema, como a demora em se comunicar pode empurrar seus clientes para as mãos de seus concorrentes.

E, se eles costumam falar muito sobre essas experiências, esses comentários tem o poder de acabar com o seu negócio mesmo antes dele começar.

4. Problemas e dificuldades legais

Ainda que não seja um problema comum a quem faz dropshipping, é válido mencionar. Alguns fornecedores não são tão sérios quanto fazem parecer e você nem sempre sabe de onde as marcadorias vem.

Ainda mais complicado é quando o fornecedor usa uma marca registrada ilegalmente ou a propriedade intelectual de outra empresa o que acontece com frequência.

Seja qual for a atividade ilegal do seu fornecedor, como seu vendedor você vira um cumplice, automaticamente, portanto escolha com cuidado.

5. Dificuldade de construir uma marca

Assim como quem trabalha nos bastidores de grandes produções, os dropshippers devem entender que o crédito de seu trabalho vai para outra pessoa.

Se o produto que você vende é tão incrivel, seus clientes irão focar na marca do produto e esquecer a loja que os vendeu. Afinal, não é o seu log que está na caixa.

O “branding” e crucial no e-commerce, já que os compradores vão às suas lojas online favoritas primeiro.

Sem a lealdade do cliente, você nunca conseguirá o tráfego necessário para manter um negócio online, especialmente um de dropshipping.

De novo, essa é apenas uma razão para o dropshipping fazer mais sentido para quem já tem um negócio estabelecido do que para quem está começando um novo.

Fazendo dropshipping da maneira correta

Enquanto os defeitos do dropshipping tornam mais difícil manter um negócio por si próprio, ele ainda oferece benefícios suficientes para ajudar companhias de e-commerce a melhorar os seus negócios substancialmente.

Considere as seguintes técnicas para ser mais eficiente com dropshipping

1. Pesquisa de mercado

O dropshipping funciona melhor como um meio para um fim, não como o fim em si. Enquanto um compromisso de longo prazo para dropshipping é inviável, usá-lo para objetos temporários pode ser muito útil, particularmente em pesquisa de mercado.

Por exemplo, você pode usar o dropshipping para diminuir seus riscos na tentaiva de lançar um novo produto ou serviço.

Melhor do que encher o seu estoque e aumentar os seus custos com um produto que você não sabese vai vender, teste um produto com um período de teste usado dropshipping.

Mais do que só descobrir se ele vende ou não, você também terá uma estimativa melhor de quantos você pode vender, criando uma previsão mais precisa de quantos produtos comprar para o seu estoque inicial.

Isso é muito importante quando tentar novos tipos de produto, que sempre carregam riscos inerentes.

Por exemplo, talvez você seja bem sucedido vendendo produtos para cachorros. Isso significa que pode funcionar na venda de produtos para gatos?

Tudo pode ser um tiro no escuro, mas você pode sempre testar o mercado ao usar o dropshipping para alguns poucos produtos e ver o que acontece.

2. Proteção contra picos bruscos de demanda

Marcas de e-commerce com experiência de mercado sabem que as flutuações de mercado não poder ser sempre previstas.

Mais do que aumentar a quantidade de produtos em estoque ao máximo, ter um fornecedor de dropshipping como um “backup” poupa dinheiro sem significar perda de vendas. Isso é especiamente verdade no caso de vendas sazonais.

Você pode cortar custos ao estocar apenas o que você sabe que vai vender e, se um pico de demanda inesperado aparece, você pode atendê-lo com dropshipping.

Essa é uma grande proteção contra as incertezas que todo varejista enfrenta. Ter a possibilidade do dropshipping também serve como importante seguro contra circunstâncias extremas.

Se alguma coisa como um desastre natural acontece em seu armazém, você ainda pode cumprir com as vendas contratadas ao enviar os produtos pelo seu fornecedor através de drophipping.

3. Sistemas estratégicos de envio

Uma infeliz consequência de expandir seus negócios é a complicação com o frete. Quanto mais longe do seu estoque ou centros de distribuição, maiores as taxas de frete que você irá pagar.

Dropshipping pode ser a solução perfeita para algumas localidades problemáticas que estão fora de suas regiões mais lucrativas.

  • Talvez, enviar tão longe custe muito dinheiro ou talvez o preço do armazenamento são muito altos para justificar criar um novo centro de envios.
  • Talvez seja um problema com impostos ou taxas extras, como quando envia para fora de seu estado ou país. Confiar no dropshipping para áreas assim pode ser um fator determinante em mantê-lo no azul.

Por fim, assim como o drophipping pode ser útil na pesquisa de mercado, você também pode usá-lo para testar novas localidades.

4. Produtos que demandam alta manutenção

Alguns produtos custam mais para estocar e enviar do que outros.

Em certas circunstâncias, pode ser mais lucrativo para você enviá-los por dropshipping do que fazer estoque você mesmo.

O que significam produtos de alta manutenção? Qualquer produto que nessecite de taxas extras para estoque e envio, como:

  • Produtos Grandes: Alguns produtos ocupam tanto espaço que as vendas não cobrem o custo de tamanha necessidade de espaço no estoque.
  • Produtos Pesados: Se o peso de um produto torna o seu custo para frete muito alto, tente o dropshipping pelo fabricante ou fornecedor.
  • Produtos Frágeis: Produtos frágeis requerem cuidado especial quando enviados. Nesses casos, o fornecedor ou fabricante deve estar melhor equipado para cumprir esses requisitos do que você.
  • Produtos Valiosos: Itens valioso como jóias, antiguidades, etc., necessitam de segurança adicional que nem todo mundo pode ter. Ao invés de arriscar sofrer roubos, você deve deixar o armazenamento do produto para que pode protegê-lo adequadamente.
  • Condições especiais: Talvez você queira vender itens que possuem temperatura controlada ou materiais sensíveis à luz. Se seu catálogo possui mercadorias com necessidades de condições especiais, talvez seja melhor usar dropshipping do que estocá-los você mesmo.

A menos que a sua companhia se especialize nesses tipos de produtos, não faz sentido pagar armazenamento adicional e taxas de frete para uma pequena parte do seu negócio.

Mas, você ainda pode atender esses consumidores ao oferecer tais produtos por meio de dropshipping.

Escolhendo os melhores fornecedores

Quando você inclui o dropshipping em sua estratégia de vendas, você está entrando em uma parceria com o fornecedor.

Como dissemos anteriormente, como vendedor, você está à mercê de seu fornecedor com relação à qualidade do produto, tempo de envio e mesmo conformidade legal.

Isso significa que você deve escolhê-los com o máximo de cuidado.

Acima de tudo, você deve testar amostras do que os seus fornecedores vendem.

Primeiro, porque você precisa ter certeza de que os seus produtos são como anunciados e também saber se o seu envio cumpre os seus critérios.

Além da condição dos produtos, há ainda muitas preocupações sobre como o seu fornecedor conduz os negócios.

Abaixo um checklist que você deve responder antes de começar a fazer negócios com alguém:

  • Como eles gerenciam as devoluções e produtos danificados?
  • Quanto tempo leva para cumprir uma ordem da venda até a entrega?
  • Como é o suporte ao cliente dele?
  • As compras são seguradas?
  • Eles oferecem proteção contra fraude?
  • Você pode encontrar reviews ou referências online?

Conclusão

Não queremos dar a impressão de que somos contra o dropshipping, pelo contrário, achamos que é uma tática útil quando aplicada corretamente.

O problema é que, considerando os problemas mais comuns, dropshipping não é indicado para empresas iniciantes.

As razões para que o dropshipping não funcione com empresas pequenas diminuem a medida que uma empresa cresce.

Por exemplo, uma empresa estabelecida já possui um fluxo de tráfego saudável e não precisa se preocupar tanto com o estabelecimento de sua própria marca.

E, por isso o dropshipping é um excelente complemento para a maioria das companhias de e-commerce, o segredo é não depender dele.

Aqui na Gauss Marketing Digital, nós oferecemos soluções que podem alavancar o desempenho de seu negócio, seja ele pequeno ou grande.

Por isso, se você deseja construir o seu e-commerce ou já possui um e deseja alavancar as suas vendas, tudo o que precisa fazer é clicar no botão abaixo para falar com um de nossos consultores gratuitamente e conhecer as nossas soluções para melhorar o seu negócio.

nossos consultores

Deixe um comentário